PUBLICIDADE
Notícias

Explosão no metrô de Santiago deixa 7 feridos

A detonação aconteceu às 14h15 locais (horário de Brasília) em um setor de alimentação na hora do almoço

17:32 | 08/09/2014

Uma forte explosão na estação de metrô Escuela Militar, em Santiago, nesta segunda-feira, 9, deixou sete feridos, em um ato denunciado pelo governo chileno como "terrorista".

"Até o momento há sete pessoas registradas em centros médicos", declarou Mario Rozas, assessor de comunicação da polícia local.

A detonação aconteceu às 14h15 locais (horário de Brasília) em um setor de alimentação na hora do almoço. Segundo as primeiras informações citadas pela imprensa, a explosão foi causada por um artefato em uma lata de lixo.

"Pessoas inocentes foram atingidas por este ato terrorista. O governo vai acionar a Lei Antiterrorista. Pessoas foram atingidas por este ato condenável que merece uma forte resposta", reagiu Alvaro Elizalde, porta-voz do governo chileno.

Os feridos são quatro mulheres, sendo que uma sofreu amputações, e três homens, incluindo um argentino.

Os feridos "foram levados para centros de assistência médica, alguns com fraturas expostas e outros com problemas causados pelo estrondo", disse à rádio Cooperativa o comandante do Corpo de Bombeiros de Santiago, Mauricio Repetto.

"Ouvi um barulho muito forte. Um pedaço de concreto caiu em cima de uma senhora. Disseram que muitas pessoas estavam caídas no chão", disse uma testemunha ao canal de notícias 24 Horas.

A polícia isolou a estação de metrô e deu início ao trabalho de perícia para determinar a origem do artefato e suas características.

 AFP

TAGS