PUBLICIDADE
Notícias

Ucrânia, Rússia e UE vão realizar 'consultas'

18:50 | 14/08/2014
Os presidentes da Rússia e da Ucrânia vão se reunir com membros da Comissão Europeia para se "consultarem" sobre os impasses envolvendo o comércio e as trocas de gás natural entre os países. O anuncio ocorre logo antes de um encontro emergencial de ministros das Relações Exteriores europeus para debater a situação ucraniana, na sexta-feira.

A equipe executiva da UE publicou depoimento nesta quinta-feira após um telefonema entre o líder da comissão, José Manuel Barroso, e o presidente da Rússia, Vladimir Putin. Esta é a segunda vez que os dois conversam por telefone nesta semana.

"Concordamos em organizarmos consultas entre os presidentes da Rússia, da Ucrânia e a Comissão Europeia sobre as questões relacionadas com a implementação do Acordo de Associação e com os estoques de gás natural, em paralelo com os esforços para estabilizar a situação política e de segurança", afirmou a comissão.

A UE informou que os planos concretos para as negociações ainda seriam decididos. No entanto, autoridades europeias revelaram que os diálogos envolveriam conversas presenciais entre os três líderes. A União Europeia já manteve alguns encontros com a Rússia e com Kiev para discutir a implementação do acordo comercial recentemente assinado pelo bloco - o Acordo de Associação - que propõe medidas para limitar prejuízos à economia russa.

Também já ocorreram diversas negociações infrutíferas no nível ministerial entre a Europa, a Rússia e a Ucrânia, tentando resolver a disputa do gás. A empresa de gás estatal russa, Gazprom, desligou, desde então, a maior parte do suprimento ucraniano devido a contas não pagas. Kiev acusa a Rússia de aumentar injustamente o preço do gás.

Os diálogos sobre o gás natural devem ser retomados no começo de setembro, informou uma porta-voz da União Europeia nesta quinta-feira. O envolvimento dos três presidentes poderia ajudar as negociações. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS