PUBLICIDADE
Notícias

Turquia pede explicação para relato de espionagem alemã

17:50 | 18/08/2014
O ministro das Relações Exteriores turco exigiu do embaixador da Alemanha Eberhard Pohl uma "explicação formal e satisfatória" para os relatos de que a agência de inteligência estrangeira alemã recolheu informações da Turquia, país aliado na Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN). A autoridade turca também disse que, se a notícia for verdadeira, espera que a Alemanha pare imediatamente qualquer atividade de espionagem focada no país.

A revista alemã Der Spiegel publicou reportagem no sábado afirmando que a agência, conhecida pela sigla BND, ouviu inadvertidamente a ligações feitas pelo secretário de Estado norte-americano, John Kerry, e sua predecessora, Hillary Clinton. A publicação também citou um documento confidencial da BND em que a agência lista a Turquia como alvo de coleta de informações, sem dizer se a operação envolveu espionagem.

O ministro turco disse que, caso seja verdade, "estas práticas não seriam jamais aceitas em um ambiente que requer confiança mútua e respeito entre amigos e aliados". A Turquia acrescentou ainda que as acusações ameaçam as operações cooperativas de segurança com a Alemanha.

Autoridades alemãs não confirmaram o relato da Der Spiegel até esta segunda-feira. A porta-voz do governo alemão, Christiane Wirtz, disse apenas que o país informou a um comitê de inteligência do Parlamento sobre algumas das operações levantadas pela reportagem e informaria sobre as outras logo.

A Alemanha tem reclamado há meses sobre uma suposta atividade de espionagem norte-americana contra o país, com escutas no telefone da chanceler Angela Merkel. Os EUA não comentaram a reportagem da revista alemã. Fonte: Associated Press.

TAGS