PUBLICIDADE
Notícias

Israel e Hamas chegam a acordo para cessar-fogo em Gaza

13:18 | 26/08/2014
Trégua pode pôr fim a conflito que já dura sete semanas e deixou mais de 2 mil mortos. Segundo palestinos, cessar-fogo já foi iniciado e será duradouro. Israel e Hamas chegaram a um acordo nesta terça-feira (26/08), sob mediação do Egito, sobre um cessar-fogo na Faixa de Gaza, que pode pôr fim a um conflito que já se estende por sete semanas e deixou mais de 2 mil mortos. A trégua, desta vez, é por período ilimitado, segundo os palestinos. "Anunciamos que a liderança palestina aceitou a proposta egípcia para uma trégua compreensiva e duradoura, começando às 19h (13h, no horário de Brasília) desta terça-feira", disse o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas. Segundo autoridades palestinas, o acordo estabelece um cessar-fogo "em aberto" e um pacto com os israelenses para aliviar o bloqueio sobre Gaza, permitindo a entrada de suprimentos e materiais de construção. Ziad Nakhala, um alto membro da Jihad Islâmica, disse que negociações mais complexas, como as exigências do Hamas pela construção de um aeroporto e um porto em Gaza, começarão dentro de um mês. Já um funcionário do governo israelense afirmou que o acordo não inclui as demandas do Hamas por libertação de prisioneiros, mas contempla a entrada de material de construção e ajuda humanitária em Gaza. O vice-líder do Hamas no exílio, Mussa Abu Marzuk, também comentou o acordo em sua página no Facebook. "As negociações terminaram com um acordo que simboliza a resistência do nosso povo e a vitória dessa resistência", afirmou. Desde o início da violência em Gaza, em julho, 2.133 palestinos foram mortos e mais de 11.000 ficaram feridos, de acordo com números das Nações Unidas. Do lado israelense, 68 pessoas morreram entre elas, quatro civis. A ONU também estima que mais de 17 mil casas foram destruídas, deixando cerca de 100.000 desabrigados. Resolução semelhante O novo acordo se confirmados os termos anunciados pelos palestinos é semelhante à resolução que colocou um fim aos combates travados entre as duas partes em 2012. Sob os termos de dois anos atrás, Israel prometeu aliviar as restrições impostas a Gaza de maneira gradual, enquanto o Hamas prometeu parar com o lançamento de foguetes contra o território israelense. A trégua foi cumprida, mas o bloqueio contra Gaza permaneceu quase intacto. Israel e o Egito impuseram o bloqueio a Gaza em 2007, depois de o Hamas tomar, à força, o controle do território palestino. RM/ap/afp/rtr

TAGS