PUBLICIDADE
Notícias

Epidemia do ebola já deixou mais de mil mortos

06:16 | 12/08/2014
Somente nos últimos dias, 52 novos casos fatais foram registrados na Guiné, na Libéria e em Serra Leoa, diz OMS. Padre espanhol infectado pelo vírus morre no hospital. A epidemia de ebola na África Ocidental ultrapassou os mil mortos, divulgou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta segunda-feira (11/08). O vírus já causou 1.013 mortes e infectou outras 1.848 pessoas na região. O total de vítimas fatais inclui 52 mortes registradas entre 7 e 9 de agosto nos países que são o epicentro da epidemia Guiné, Libéria e Serra Leoa. Durante esse período foram registrados 11 novos casos e seis mortos na Guiné, 45 novos casos e 29 mortos na Libéria, e 13 novos casos e 17 óbitos em Serra Leoa. Não foram registrados novos casos ou vítimas fatais na Nigéria. Nesta terça-feira, o primeiro europeu infectado no surto o religioso espanhol Miguel Pajares morreu no hospital, segundo as autoridades de saúde da Espanha. Pajares, de 75 anos, foi levado da Libéria para Madri na quinta-feira passada, depois de ter contraído o vírus trabalhando para um ONG no país africano. Sua assistente Juliana Bohi, que também foi repatriada, não foi infectada pelo ebola. Na última semana, a OMS declarou a atual epidemia no oeste da África uma emergência internacional de saúde pública. O atual surto do ebola começou em março deste ano e já é o maior e mais longo da história. Nesta terça-feira, a OMS vai se pronunciar sobre a utilização de medicamentos não aprovados para o tratamento da doença. LPF/afp/lusa/rtr

TAGS