PUBLICIDADE
Notícias

802 pessoas já morreram em 2014 em desastres aéreos; é o 2º pior ano da história

Segundo estatísticas, 2014 só fica atrás de 2005, que teve 824 mortos. Ao todo, acidentes envolveram cinco aeronaves

13:58 | 24/07/2014

Nos últimos dias as frequentes quedas de aviões têm assustado o mundo da aviação civil. Já foram três em uma semana, além do desaparecimento da aeronave da Malaysia Airlines em março passado e a queda de um avião militar nas montanhas de Constatine, em fevereiro. O número de mortos, no total, chega a 802 pessoas.
Segundo uma estatística divulgada pela International Civil Aviation Organization (ICAO), até o momento, o ano de 2005 foi o pior da história, com 824 mortos por queda de aviões. Apesar dos últimos acidentes, piloto de aeronave acredita que desastres foram "fatos isolados".

[SAIBAMAIS5] 

 Fevereiro de 2014
Na terça-feira, 11, um avião militar caiu com 103 pessoas a bordo. O Hércules
C-130
, que caiu numa área montanhosa, cerca de 50 km a sudeste da cidade de Constatine, tinha como destino Tamanrasset, extremo sul da Argélia. A aeronave transportava militares e seus familiares. Segundo funcionários da Defesa Civil que foram ao local, o avião partiu-se em três. Mesmo com a queda houve um sobrevivente.

 Março de 2014
Na madrugada do dia oito de março o voo MH 370 da Malaysia Airlines desapareceu quando fazia a rota regular entre Kuala Lumpur, na Malásia, e Pequim, na China. O Boeing 7770-220ER que levava 227 passageiros e 12 tripulantes perdeu o contato com os radares enquanto sobrevoava o Golfo da Tailândia, no Mar da China.

 Julho de 2014
Na quinta-feira, 17, um Boeing também da Malaysia Airlines caiu na Ucrânia perto da fronteira com a Rússia, com 298 pessoas a bordo. O avião tinha partido de Amsterdã, capital da Holanda, com destino a Kuala Lumpur, na Malásia. O Boeing foi atingido quando sobrevoava a cerca de 10 mil metros de altura (33 mil pés). Não houve sobrevivente.

 Na última quarta-feira, 23, o ATR-72 um avião operado por uma companhia aérea taiwanesa, a TransAsia Airways, caiu em um aeroporto de Taiwan, na China, enquanto tentava pousar pela segunda vez. O avião bimotor estava com 58 passageiros a bordo. A queda provocou a morte de 47 pessoas deixando 11 feridos.

 Quinta-feira, 24, o avião operado pela empresa Air Algerie decolou de Burkina Fasso, país da costa oeste da África, à 1h17min, pelo horário local, e deveria ter aterrissado em Argel, capital da Argélia, às 5h10min, horário local. Nele estavam  116 passageiros a bordo. O avião não chegou ao destino, foi dado como desaparecido e depois confirmada sua queda.

 

Redação O POVO Oline

TAGS