PUBLICIDADE
Notícias

Torcedores insultam Dilma Rousseff na abertura da Copa

Presidente já havia sido vaiada em 2013, durante discurso na abertura da Copa das Confederações, no estádio Mané Garrincha de Brasília

17:13 | 12/06/2014
NULL
NULL
Insultos contra a presidente Dilma Rousseff foram ouvidos nesta quinta-feira, 12, das arquibancadas do Itaquerão, em São Paulo, minutos antes do pontapé inicial da partida entre Brasil e Croácia, que marcou a abertura da Copa do Mundo.

Dilma já havia sido vaiada no ano passado, na abertura da Copa das Confederações, quando pronunciou um discurso no estádio Mané Garrincha de Brasília ao lado do presidente da Fifa, o suíço Joseph Blatter.

Os dois também estavam presentes nesta quinta-feira, mas não discursaram para evitar vaias.

Pouco antes do início do jogo, centenas de torcedores gritavam "ei, Dilma, vai tomar no c...".

O dia também foi marcado por manifestações em várias partes do país.

Antes da cerimônia de abertura, confrontos esporádicos entre policiais e manifestantes aconteceram durante a manhã e no início da tarde a cerca de dez quilômetros do Itaquerão. Os manifestantes tentavam bloquear a avenida Radial Leste.

Durante um ato contra a Copa em São Paulo, uma jornalista americana da rede de televisão CNN ficou levemente ferida por estilhaços de bombas de efeito moral.

No Rio de Janeiro, os manifestantes protestaram nas avenidas Presidente Vargas e Rio Branco, no centro da cidade. Eles seguiram à tarde para a praia de Copacabana.

Episódios de violência foram registrados em Belo Horizonte, onde 'black blocs' atingiram lojas e agências bancárias. Uma viatura da polícia foi depredada. Dezenas de policiais militares apoiados por helicópteros dispersaram cerca de 200 manifestantes.

AFP

TAGS