PUBLICIDADE
Notícias

Presidente do Irã diz que sanções não serão retomadas

16:30 | 14/06/2014
O presidente do Irã, Hassan Rouhani, afirmou neste sábado que o regime de sanções internacionais ruiu e não será reconstruído mesmo se o Irã e os países ocidentais falharem no alcance de um acordo nuclear final até o prazo de 20 de julho.

Rouhani afirmou que ainda é possível alcançar um acordo amplo antes do prazo e que seu governo continuará comprometido, de qualquer forma, à sua política de interação construtiva com o Ocidente.

"Se não conseguirmos alcançar um acordo final nas negociações até 20 de julho, as condições não voltarão a ser as que eram. O regime de sanções foi quebrado", disse.

O Irã, os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) - EUA, França, Reino Unido, Rússia e China - e a Alemanha alcançaram um acordo interino em novembro que limitou o programa de enriquecimento de urânio do Irã em troca do alívio de algumas sanções. O acordo visava ganhar tempo para a negociação de um pacto mais amplo para resolver o impasse nuclear.

As nações ocidentais e Israel têm há tempos suspeitado que o Irã busca a fabricação de armas nucleares, enquanto o país insiste que seu programa nuclear é inteiramente pacífico. Fonte: Associated Press.

TAGS