PUBLICIDADE
Notícias

Ministro indiano sobre estupro: ''às vezes é certo''

Político, que pertence ao mesmo partido do primeiro-ministro, classificou o estupro como crime social

19:27 | 05/06/2014
Após o estupro e enforcamento de duas primas, de 12 e 14 anos, na Índia, o ministro do Interior do país, Babulal Gaur, declarou que o estupro ‘às vezes é certo’. O Político, que pertence ao mesmo partido do primeiro-ministro, Narendra Modi, ainda afirmou que o estupro só pode ser tratado como crime, em casos que são informados à polícia, além de classificar como um crime social.

"Esse é um crime social que depende do homem e da mulher. Às vezes é certo, às vezes é errado. Até que haja uma queixa, nada pode ser feito", disse Babulal Gaur.

O partido do ministro, o Bharatiya Janata Party (BJP), divulgou uma nota, na qual afirma que as declarações de Gaur são opiniões dele e não refletem a posição do partido. O primeiro-ministro não comentou o caso. Outros membros do BJP também foram criticados por declararem que a imprensa exagerou ao noticiar o caso.

Na Índia, caso como o das primas são comuns, já que o país ainda vive sem uma lei que torne mais rígida a pena para o estupro e ainda é dividido por castas. As vitimas do crime eram da casta dalits, que é inferior a dos yadav, a casta dos acusados.

Redação O POVO Online

TAGS