PUBLICIDADE
Notícias

Atentado contra oleoduto deixa 13 feridos na Colômbia

13:50 | 30/06/2014
Um atentado com explosivos supostamente feito pelo grupo guerrilheiro Exército da Libertação Nacional (ELN) no noroeste da Colômbia deixou 13 pessoas feridas, informaram autoridades nesta segunda-feira.

O ataque ocorreu às 4h da tarde de domingo em Caño Limón, departamento de Arauca e a cerca de 450 quilômetros ao noroeste de Bogotá, relatou o ministro das Minas e Energia da Colômbia, Amilkar Acosta.

"É a primeira vez que ocorre um atentado desses contra as instalações do campo de operação do oleoduto", disse o ministro, que informou ainda que o ataque foi cometido com bombas de cilindro.

O ministro informou ainda que o atentado ocorreu no momento em que se realizava uma missa. Entre os 13 feridos, todos fora de perigo, se encontra o sacerdote que participava do ato religioso.

Seis dos lesionados foram levados à capital colombiana, afirmou Acosta, que recordou ainda que foram realizados 39 ataques este ano contra o oleoduto Caño Limón-Coveñas, que tem 780 quilômetros.

Acosta atribuiu o atentado aos guerrilheiros do ELN "porque é sua zona de influência, porque eles estão indignados com o oleoduto e porque estão comemorando 50 anos de sua fundação".

Recentemente, o governo do presidente recém-eleito Juan Manuel Santos e o ELN anunciou que havia iniciado a fase exploratória para um eventual processo de negociação. Fonte: Associated Press.

TAGS