PUBLICIDADE
Notícias

Mubarak é condenado a três anos de prisão

09:31 | 21/05/2014
Ex-ditador e seus dois filhos são acusados de desviar milhões em recursos públicos. Eles ainda podem recorrer da decisão. Um tribunal egípcio condenou nesta quarta-feira (21/04) o presidente deposto Hosni Mubarak, de 86 anos, a três anos de prisão por desvio de fundos públicos. A decisão vem três anos e meio depois da revolta popular que pôs fim a 30 anos de ditadura. Os filhos de Mubarak, Alaa e Gamal, foram condenados, cada um, a quatro anos de cadeia. Mubarak foi julgado e condenado por um tribunal de primeira instância, no Cairo, depois de ter sido acusado de ter desviado, com Gamal e Alaa, 125 milhões de libras egípcias (40 milhões de reais) do orçamento do palácio presidencial. Os três terão que devolver o dinheiro desviado e pagar uma multa de 21,1 milhões de libras egípcias (6,5 milhões de reais). Cerca de 120 milhões de libras egípcias já foram devolvidas. Eles podem apelar da decisão a uma instância superior. O ex-presidente egípcio também está sendo julgado, num outro processo, pela morte de manifestantes, durante a revolta popular que o obrigou a abandonar o poder no início de 2011. Mubarak é mantido sob custódia num hospital militar. AS/lusa/ap

TAGS