PUBLICIDADE
Notícias

Palestinos não querem que negociações de paz falhem

11:40 | 02/04/2014
Os palestinos não estão se afastando dos esforços liderados pelos Estados Unidos para chegar a paz com Israel, disse um alto funcionário do governo nesta quarta-feira, um dia depois do presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, reiniciar o processo de reconhecimento do país na Organização das Nações Unidas e em outras entidades internacionais.

"Esperamos que Kerry renove seus esforços nos próximos dias", disse o secretário-geral da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), Yasser Abed Rabbo. "Nós não queremos que a missão de Kerry falhe."

Abed Rabbo sugeriu também que o pedido de adesão às convenções internacionais assinado ontem não iria levar a mudanças dramáticas no país.

"Esta etapa irá afirmar politicamente e juridicamente o estatuto da Palestina na comunidade internacional", disse Abed Rabbo. "É um bom passo no nosso caminho para obter o reconhecimento de todas as nações do mundo do nosso Estado como um Estado igual a outros estados, mas sob ocupação."

Como parte das condições para reiniciar as negociações de paz no ano passado, Abbas havia se comprometido em suspender os processos que buscavam a adesão da Palestina à agências e convenções internacionais. Por outro lado, Israel se comprometeu em libertar 104 palestinos, porém se recusa a liberar o último grupo de prisioneiros.

Ao dar início novamente aos processos de reconhecimento internacional, parte da comunidade internacional entende que Abbas estaria ignorando os esforços de paz com Israel, que ainda não respondeu as declarações do presidente da Autoridade Palestina.

Como consequência, o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, anunciou ontem o cancelamento da viagem que faria ao Oriente Médio nesta quarta-feira, mas disse também que "é prematuro" se colocar fora das negociações entre israelenses e palestinos. Fonte: Associated Press.

TAGS