PUBLICIDADE
Notícias

Ministro alemão critica exibição de reféns na Ucrânia

16:00 | 27/04/2014
O ministro de Relações Exteriores da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, disse neste domingo que a exibição dos observadores da Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) à imprensa foi repulsiva e pediu que a Rússia exerça sua influência para que os separatistas do leste da Ucrânia libertem os reféns.

"A exibição pública desses inspetores da OSCE e dos militares ucranianos como prisioneiros é repulsiva e viola ao extremo a dignidade das pessoas envolvidas", afirmou Steinmeier por meio de comunicado. "E o dever da Rússia exercer sua influência sobre os separatistas para que os membros da missão da OSCE sejam libertados o quanto antes."

O grupo é formado por 13 pessoas, incluindo observadores militares da Alemanha, Suécia, Polônia, Dinamarca e República Checa, bem como membros do exército da Ucrânia, que acompanhavam a missão. Eles foram feitos reféns na sexta-feira em posto de controle na cidade de Slovyansk, atualmente controlada pelos rebeldes pró-Rússia. Um dos inspetoras, um soldado sueco, foi libertado neste domingo por razões médicas.

Ainda no domingo, o coordenador da Alemanha para assuntos no Leste Europeu, Gernot Erler, disse a um canal de televisão ZDF que autoridades da União Europeia (UE) podem discutir na próxima semana a possibilidade de sanções econômicas contra Rússia.

Amanhã, ministros de Relações Exteriores da UE devem se reunir para discutir as sanções adicionais contra autoridades da Rússia, que incluem o congelamento de ativos e proibição de vistos. "É bem possível que já haja conversas sobre entrar em um terceiro nível (de sanções) na próxima semana", comentou Erler à emissora. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS