PUBLICIDADE
Notícias

Grã-Bretanha acusa Rússia de aumentar a tensão em país e pede mais sanções

"Deve haver consequências para o aumento da tensão [...] Devem ser adotadas mais sanções como resposta ao comportamento russo", afirmou o ministro William Hague

08:27 | 14/04/2014
O ministro das Relações Exteriores da Grã-Bretanha, William Hague, acusou nesta segunda-feira, 14, a Rússia de responsabilidade pelo aumento da tensão na Ucrânia e pediu que a União Europeia adote mais sanções.

"Deve haver consequências para o aumento da tensão [...] Devem ser adotadas mais sanções como resposta ao comportamento russo", afirmou ao chegar a Luxemburgo para uma reunião com os colegas da UE.

"O que aconteceu nas últimas 48 horas foi claramente um aumento da tensão na crise, e um aumento perigoso", completou Hague, para quem não existem dúvidas de que foi "planejado e realizado pela Rússia".

Ataques visivelmente coordenados foram executados no sábado em cidades de língua russa da Ucrânia, em uma região na fronteira com a Rússia, por homens armados, geralmente com uniformes sem emblema, que tomaram edifícios públicos e quartéis de polícia.

Em resposta, as autoridades interinas de Kiev iniciaram no domingo uma "operação antiterrorista" no leste do país contra "a guerra" dos insurgentes pró-Moscou. Os ministros europeus reunidos em Luxemburgo pretendem anunciar uma resposta para a situação no leste da Ucrânia, que consideram estimulada por Moscou.

AFP

TAGS