PUBLICIDADE
Notícias

França buscará equilíbrio entre crescimento e finanças

13:50 | 07/04/2014
O novo ministro de Finanças da França, Michel Sapin, prometeu buscar um equilíbrio entre crescimento maior e finanças sólidas em meio a campanha de Paris de buscar uma margem de manobra maior no orçamento.

"Todos sabemos que o caminho que nos levará para fora dessa crise será, antes de tudo, atender aos compromissos e, em seguida, conquistar um crescimento econômico maior", afirmou o ministro. "Nós precisamos de um equilíbrio entre esses dois pontos para voltar ao caminho da solidez".

Os comentários ocorrem um dia antes do recém-nomeado primeiro-ministro francês, Manuel Valls, traçar um novo programa do governo, que Sapin apresentou ao ministro de Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, durante um encontro.

O ministro francês ressaltou que alguns países, como a Alemanha, têm melhorado as taxas de crescimento, mas outros, incluindo a França e a Itália, precisam de um crescimento mais elevado e sustentado.

Schäuble não dirigiu críticas diretas contra a nova política francesa, mas afirmou que finanças sólidas não podem ser separadas de um crescimento sustentável. "A França conhece a sua responsabilidade. Crescimento sustentável não é tanto uma alternativa para as finanças estáveis, mas estes são os dois lados da mesma moeda", disse ele.

Questionado sobre detalhes do programa de Valls, Sapin se recusou a descrever detalhes e disse que todas as medidas que serão tomadas para reduzir o déficit do país virão de poupança no orçamento.

Sapin disse que pretende discutir a redução do déficit da França com funcionários da Comissão Europeia durante a reunião deste fim de semana de autoridades financeiras internacionais, em Washington.

Ele quer convencer Bruxelas que o país precisa de mais tempo para cumprir sua meta de déficit orçamentário para dar a economia mais espaço para respirar. Sapin está preocupado que o excesso de austeridade deve prejudicar o potencial de crescimento da Europa. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS