PUBLICIDADE
Notícias

Diretor de 'X-Men' acusado de abusar menor nos EUA

17:27 | 17/04/2014
NULL
NULL

O diretor dos últimos filmes da franquia "X-Men", Bryan Singer, foi denunciado na quarta-feira por supostamente ter abusado sexualmente de um menor em 1999, segundo um comunicado do advogado do denunciante enviado nesta quinta-feira à AFP.

Michael Egan afirma que Singer se aproveitou de sua posição na indústria cinematográfica para abusar dele, o que provocou "traumas emocionais e psicológicos catastróficos", de acordo com a nota emitida por Jeff Herman, especialista em casos de abuso sexual.

Pouco tempo depois de ter se mudado para Los Angeles para tentar uma carreira no cinema, quando tinha 17 anos, Egan conheceu Singer em uma festa, onde também estava Mark Collins-Rector, na época presidente do conselho de diretores da Digital Entertainment Network (DEN).

Segundo a denúncia, os três entraram nus em uma jacuzzi, onde Collins-Rector "acariciou as genitais" do jovem, e Singer serviu a ele uma bebida alcoólica. O diretor prometeu a Egan um papel em seu próximo filme.

Singer teria masturbado Egan e feito sexo oral nele. Depois, pediu que ele fizesse o mesmo, mas o jovem se negou.

Mesmo assim, Singer obrigou o menor a entrar na jacuzzi e a satisfazer seu pedido. Depois, tirou Egan da piscina, "onde o sodomizou".

Entre as drogas que Egan assegura que o cineasta o fez consumir está a cocaína.

A denúncia foi apresentada na Corte do Distrito de Havaí na quarta-feira.

Bryan Singer dirigiu quatro filmes da franquia "X-Men", incluindo o último, "X-Men: Dias de um Futuro Esquecido", que estreia mundialmente em 22 de maio.

AFP

TAGS