PUBLICIDADE
Notícias

Austrália vai utilizar submarino nas buscas de avião desaparecido

País resolveu abandonar a busca das caixas-pretas, seis dias após a detecção do último sinal acústico

06:37 | 14/04/2014
NULL
NULL
A Austrália pretende utilizar um pequeno submarino no Oceano Índico para buscar o Boeing 777 da Malaysia Airlines, desaparecido há mais de um mês com 239 pessoas a bordo, e decidiu abandonar a busca das caixas-pretas, seis dias após a detecção do último sinal acústico.

Angus Houston, coordenador das tarefas de busca, revelou a detecção de uma mancha de combustível na região, uma área muito remota na qual o navio da Marinha australiana "Ocean Shield" lidera as buscas.

"Aconteceu apenas uma detecção (acústica) em seis dias, o que sem margem para dúvidas mostra que é o momento de submergir nas águas", afirmou.

"O 'Ocean Shield' vai interromper as buscas com o localizador acústico (um aparelho americano rebocado pelo navio) e utilizará o veículo submarino autônomo 'Bluefin-21' assim que possível", disse Houston, que acredita que o aparelho entrará em funcionamento na sexta-feira.

O voo MH370 da Malaysia Airlines, que seguia de Kuala Lumpur a Pequim, desapareceu em 8 de março com 239 pessoas a bordo e os motivos da queda no Oceano Índico são desconhecidos. Até o momento não foram encontrados destroços do avião, apesar das aeronaves e navios mobilizados. Mas Houston disse que pelo menos dois litros do combustível detectado foram recolhidos para uma análise.

De acordo com Houston, a mancha está "muito próxima" de onde foram detectadas as transmissões, mas a origem do petróleo "ainda não foi determinada". "Nós investigamos, mas levará um pouco de tempo porque estamos no meio do Oceano Índico", disse o coordenador, que descartou a possibilidade do combustível ser procedente dos barcos que participam nas buscas.

AFP

TAGS