PUBLICIDADE
Notícias

20 anos sem Kurt Cobain

O vocalista do Nirvana foi encontrado sem vida em sua casa em Seattle, nos EUA, no dia 8 de abril de 1994

11:56 | 04/04/2014
NULL
NULL

"É melhor queimar do que se apagar aos poucos."  Foi assim que Kurt Cobain terminou sua carta de despedida. No dia 5 de abril de 1994, o icônico vocalista da banda Nirvana tirou a própria vida em casa, em Seattle, nos EUA. Seu corpo foi encontrado três dias depois, no dia 8 de abril.

 Líder do movimento Grunge de Seattle, que contava com outras bandas como Pearl Jam, Alice in Chains e Soundgarden, Kurt é reverenciado, até hoje, por ter revolucionado o rock contemporâneo juntamente com sua banda. Ele conseguiu expressar em suas letras sentimentos de uma geração perdida e apática, tornando-se assim o maior nome do rock dos últimos tempos.

 Em 1991, Nirvana levou a música independente a outro patamar ao lançar um dos álbuns de rock mais importantes da história, "Nevermind".

 O álbum teve sucesso instantâneo, assim como a atenção da mídia pela vida pessoal de cada integrante da banda, em especial a de Kurt.
 O músico se casou com Courtney Love, vocalista e guitarrista da banda Hole, com quem teve uma filha, Frances Bean Cobain. As brigas de Kurt com outros músicos, como a famosa discussão com Axl Rose nos bastidores do MTV Music Awards, e o uso excessivo de drogas pelo cantor preenchiam as manchetes dos jornais de todo o mundo.

 O suicídio de Kurt Cobain colocou um fim ao Nirvana. Krist Novoselic, baixista da banda e amigo de Cobain dos tempos de escola, deixou a música de lado por um bom tempo, além de se afastar completamente dos holofotes da fama do Nirvana. Já o baterista Dave Gohl criou a bem sucedida banda Foo Fighters, vencedora  de vários prêmios.

 Vítima da "Maldição dos 27", tal como Jimi Hendrix, Jim Morrison, Janis Joplin e Amy Winehouse, que também faleceram aos 27 anos por causas diferenciadas, Kurt, mesmo depois de morto, continua sendo um símbolo de toda uma geração.

 

Redação O POVO Online

TAGS