PUBLICIDADE
Notícias

Três pessoas morrem no Cairo em protesto contra Sissi

16:20 | 28/03/2014
Três pessoas, incluindo uma jornalista egípcia, foram mortas no Cairo nesta sexta-feira em um confronto entre a polícia e islamistas que protestavam contra a candidatura do ex-chefe do exército do país, Abdel-Fattah el-Sissi, à presidência.

Defensores do presidente deposto Mohamed Morsi tomaram as ruas de várias cidades do Egito para demonstrar repúdio a el-Sissi, que derrubou o líder islamista nove meses atrás. El-Sissi anunciou nesta semana sua renúncia ao cargo para concorrer à presidência do país nas eleições marcadas para abril.

Mayada Ashraf, que trabalhava para o jornal privado Al-Dustour, levou um tiro na cabeça enquanto fazia uma reportagem sobre os confrontos no bairro de Ein Shams, segundo uma autoridade de segurança local. O jornal confirmou a morte da jornalista. A fonte acrescentou que mais duas pessoas morreram no mesmo confronto.

Antes da morte de Ashraf, o comitê de proteção a jornalistas informava que nove profissionais haviam sido mortos no Egito desde a revolta popular que tirou do poder o ditador Hosni Mubarak, no início de 2011. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS