PUBLICIDADE
Notícias

Taleban ataca sede de comissão eleitoral no Afeganistão

10:00 | 29/03/2014
Militantes do Taleban atacaram neste sábado a sede da Comissão Eleitoral Independente do Afeganistão na capital Cabul, disparando granadas e tiros de metralhadoras pesadas contra o complexo, segundo a polícia do país. Forças de segurança afegãs cercaram o esconderijo dos agressores e trocaram tiros com eles. O aeroporto de Cabul, que fica nas proximidades do prédio, fechou sua pista por temores de que o confronto representasse risco aos aviões.

Dezenas de funcionários da comissão e outras pessoas que estavam dentro do prédio se protegeram do ataque no porão. Não há registro de mortos ou feridos. Mas dois armazéns foram atingidos e pegaram fogo, segundo testemunhas. Este é o mais recente de uma série de atos de violência provocados pelo movimento islâmico na tentativa de atrapalhar o processo eleitoral no país, que culminará com eleições marcadas para daqui a uma semana.

O porta-voz da Comissão Eleitoral Independente Noor Mohammed Noor disse que a segurança já havia sido intensificada em torno do complexo porque um ataque era esperado e que todos os funcionários estavam em segurança. Segundo ele, os diretores da comissão não estavam na sede quando o ataque começou. Explosões foram ouvidas no início do ataque, de acordo com o porta-voz, mas ele não soube explicar a causa.

O chefe da polícia de Cabul, Mohammad Zahir, disse que três dos quatro agressores estavam escondidos em uma casa na vizinhança que estava vazia quando eles a ocuparam. Ele disse que a casa fica a cerca de 800 metros da sede da comissão, que está dentro de um complexo cercado por muros e protegido por uma série de torres de vigilância e postos de controle. Segundo ele, a polícia estava disparando contra o esconderijo de várias direções e conteve os agressores.

O porta-voz do Taleban Zabihullah Mujahid assumiu a responsabilidade pelo ataque, mas disse que um homem-bomba e homens armados invadiram o complexo da comissão. Segundo ele, a comissão e observadores eleitorais, incluindo estrangeiros, estavam realizando uma reunião no momento do ataque. As autoridades afegãs negaram essas alegações.

A administração do aeroporto de Cabul disse ter fechado a pista por duas horas após o início do ataque. Depois disso, tentou reabri-la, mas decidiu que era muito arriscado, por isso a pista voltou a ser fechada. O diretor do aeroporto, Yaqoub Rassouli, afirmou que voos das companhias aéreas Emirates e Air India que chegariam ao aeroporto foram desviados. Fonte: Associated Press.

TAGS