PUBLICIDADE
Notícias

Senador da Califórnia é detido após investigação do FBI

03:30 | 27/03/2014
O senador norte-americano Leland Yee foi detido na quarta-feira sob a acusação de corrupção política como parte de uma ampla investigação criminal que também levou à prisão de outros envolvidos. Yee, de 65 anos e senador pelo partido democrata, foi levado em custódia por agentes federais em sua casa, em São Francisco, disse o porta-voz para o FBI Peter Lee.

A acusação é de que Yee solicitou fundos de campanha a agentes infiltrados do FBI para apresentar os agentes a um traficante de armas, segundo documentos publicados ontem. Autor de uma legislação para controle de armas, Yee é candidato para secretário de estado da Califórnia.

O agente do FBI Emmanuel Pascua declarou que Yee se disponibilizou a ajudar agentes do FBI a comprarem armas avaliadas entre US$ 500 mil e US$ 2,5 milhões, incluindo lança-mísseis. Ele explicou todo o processo para adquirir as armas de um grupo muçulmano separatista nas Filipinas, disse o agente.

O senador também é acusado de aceitar dezenas de milhares de dólares em contribuições de campanha e pagamentos em dinheiro para ajudar clientes a conseguirem contratos e influenciarem a legislação.

Yee foi solto na noite de ontem e o advogado Paul DeMeester disse que o senador irá se declarar inocente, mas recusou a discutir o caso.

A investigação criminal envolve outras 25 pessoas, incluindo Raymond Chow, acusado pelos procuradores federais de ter sido o líder de uma famosa gangue de Chinatown, o Hop Sing Tong, durante os anos 1990. Os agentes do FBI se infiltraram em um novo grupo, Chee Kung Tong, e afirmaram que Chow agora está atuando na liderança dessa organização. Fonte: Associated Press.

TAGS