PUBLICIDADE
Notícias

França: operações no Mali mataram 40 rebeldes

16:10 | 20/03/2014
Soldados da França mataram cerca de 40 combatentes islâmicos, incluindo alguns comandantes experientes, no Mali nas últimas semanas, informou o ministro da Defesa francês, Jean-Yves Le Drian, nesta quinta-feira. "Conduzimos operações ao longo das últimas semanas", afirmou Le Drian, acrescentando que, entre os cerca de 40 mortos, estava "Ould Hamaha, líder histórico da AQIM", como era conhecida a Al-Qaeda no Magreb Islâmico. O ministro destacou que os insurgentes estavam tentando se reagrupar.

Omar Ould Hamaha, conhecido como "Barba Vermelha" era um comandante do Movimento por Unidade e Jihad na África Ocidental (MUJAO) e do AQIM, grupos armados que ocuparam o norte do Mali por quase 10 meses em 2012. Hamaha era suspeito de envolvimento no rapto de diplomatas argelinos em abril de 2012 em Gao, maior cidade do norte de Mali, que foi reivindicado pelo MUJAO.

Em 2012, rebeldes separatistas tuaregues lançaram uma ofensiva no norte desértico do país, auxiliados por AQIM e MUJAO, depois de o presidente do país ter siso deposto em um golpe. Eles tomaram o controle do norte do Mali, governando-o sob a lei islâmica. A França enviou tropas para expulsá-los em janeiro de 2013. Segundo Le Drien, a França tem cerca de 1 mil militares no norte do Mali na missão de contraterrorismo. Fonte: Associated Press.

TAGS