PUBLICIDADE
Notícias

Ban Ki-moon critica morte de ativista na China

02:10 | 20/03/2014
O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, demonstrou preocupação com a morte de uma ativista por direitos humanos na China.

EUA, União Europeia e grupos de direitos humanos já haviam criticado a morte de Cao Shunli em um hospital de Pequim na semana passada. Em fevereiro, grupos de direitos humanos da China acusaram o governo de negar tratamento médico à ativista. Os grupos afirmaram, citando o advogado de Cao, que a ativista sofria de tuberculose.

O vice-porta-voz da ONU Farhan Haq disse na quarta-feira que Ban compartilha de uma "profunda preocupação" com os direitos civis.

O Ministro de Relações Exteriores negou que ela tenha morrido por falta de tratamento médico. Fonte: Associated Press.

TAGS