PUBLICIDADE
Notícias

Migrantes invadem enclave espanhol de Melilla

12:45 | 28/02/2014
Mais de 200 migrantes da África subsaariana invadiram nesta sexta-feira o enclave espanhol de Melilla no noroeste da África, vindos do Marrocos, brandindo garrafas, paus e pedras. Segundo comunicado divulgado pelo escritório de Melilla do ministério do Interior espanhol, a invasão foi a segunda em uma semana e deixou um policial ferido, que teria sido atingido na cabeça com um pedaço de pau por um migrante no meio da confusão, que ocorreu de madrugada.

De acordo com a polícia, cerca de 300 imigrantes tentaram atravessar a cerca de arame farpado dupla de seis metros na fronteira, dos quais 214 conseguiram entrar no enclave.

Todo ano milhares tentam entrar na cidade e no outro enclave costeiro da Espanha, Ceuta, na esperança de conseguir uma melhor vida na Europa. Em 6 de fevereiro, pelo menos 15 migrantes morreram afogados ao tentar entrar em Ceuta por mar.

Carlos Montero, que dirige o centro de alojamento temporário para

migrantes em Melilla, disse à Rádio Nacional Espanhola que a instalação tem agora 1,3 mil migrantes, a maioria da África Subsaariana. O centro tem capacidade para abrigar 500. Aqueles que conseguem atravessar para os enclaves são normalmente colocados em abrigos temporários, enquanto autoridades tentam repatriá-los. Nos últimos meses, autoridades marroquinas têm tentado monitorar as áreas florestais em torno dos enclaves, transferindo os seus habitantes para cidades mais longe da fronteira. Existem cerca de 25 mil africanos subsaarianos que vivem ilegalmente no Marrocos, a maioria na esperança de migrar para a Europa. Fonte: Associated Press.

TAGS