PUBLICIDADE
Notícias

Merkel considera xingamento de diplomata dos EUA é inaceitável

12:51 | 07/02/2014
Em conversa com embaixador em Kiev, subsecretária de Estado americana criticou a participação da UE na crise ucraniana. Telefonema foi grampeado e colocado no YouTube com legendas em russo. A chanceler federal alemã, Angela Merkel, considerou nesta sexta-feira (07/02) inaceitáveis as declarações da subsecretária de Estado americana, Victoria Nuland, que, com uso de palavrão, criticou a atuação da União Europeia na crise política ucraniana. "Que se f... a UE", disse Nuland por telefone ao embaixador americano em Kiev sobre a situação na Ucrânia. A conversa foi gravada e colocada no YouTube com legendas em russo. O governo alemão reagiu através da porta-voz Christiane Wirtz. Ela disse que "Merkel considera que as declarações absolutamente inaceitáveis e que a chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton, está fazendo seu trabalho. Ainda na quinta-feira, Nuland pediu desculpas aos europeus, mas disse que não faria comentários sobre uma conversa diplomática privada. No telefonema, ela afirma ainda ter tido informações de que o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, nomearia um antigo embaixador da Holanda em Kiev como representante especial para a Ucrânia. "Isso seria fantástico para ajudar a unir tudo isso, ter a ONU que una isso e, você já sabe, que se f... a UE", disse a diplomata. Não se sabe quem foi o responsável por grampear o telefonema. Funcinários do governo americano não negaram que a conversa tenham ocorrido, mas se recusaram a comentá-la. Jay Carney, porta-voz da Casa Branca, diz que o fato de o governo russo ter colocado no Twitter oficial um link para o vídeo "diz algo sobre o papel da Rússia" no ocorrido. RPR/ dpa/ rtr

TAGS