PUBLICIDADE
Notícias

Brasileira é morta, mutilada e exposta em praça pública

21:18 | 05/02/2014

Em uma área de garimpo de ouro na Venezuela, uma brasileira de 33 anos foi assassinada, mutilada e seu corpo foi exibido em praça pública. A região fica a três horas da fronteira com Roraima, no Brasil. Ana Cristina Silva era cozinheira em um garimpo há quatro anos e segundo um tio dela, Ana havia sido testemunha de algo ligado a execuções. Esse tio acredita que a morte da brasileira foi para servir de exemplo aos outros moradores da região.
Segundo o tio, a vítima foi enforcada com arame farpado, teve a língua cortada e o corpo exposto ao público.
O caso foi registrado na delegacia de San Felix, na Venezuela, mas o tio da vítima disse que a polícia não tem interesse em investigar o crime. A cônsul da Venezuela em Roraima, Gabriela Ducharne, negou-se a comentar o caso com a imprensa e a Polícia Federal não quis comentar o crime.
O Ministério das Relações Exteriores brasileiro e o governo de Roraima informaram que não foram procurados pela família da vítima.

 

Redação O POVO Online

TAGS