PUBLICIDADE
Notícias

Explosões de bombas matam 57 no Paquistão

10:14 | 27/07/2013
Dois ataques a bomba em uma mercado movimentado em uma região xiita do norte do Paquistão deixaram pelo menos 57 mortos, disseram autoridades neste sábado.

Pelo menos 167 pessoas ficaram feridas nos atentados aparentemente sectários ocorridos ontem na cidade de Parachinar, localizada na área tribal de Kurram que faz fronteira com o Afeganistão a oeste, afirmaram Shabir Hussain, funcionário de um hospital, e o líder xiita Hamid Ali.

Segundo Hussain, a maior parte dos mortos e feridos é xiita. Ninguém assumiu a responsabilidade pelo ataque, mas autoridades culparam grupos militantes pertencentes à maioria muçulmana sunita por ataques com armas e bombas anteriores contra a minoria xiita.

Ali disse que o mercado estava cheio de xiitas, que estavam comprando itens para a refeição da noite que quebra o jejum diurno durante o mês sagrado do Ramadã. "Nós exigimos proteção. Solicitamos que o governo tome medidas contra aqueles que rotineiramente matam nosso povo", afirmou.

Segundo o porta-voz da polícia Fazal Naeem Khan, acredita-se que uma das bombas tenha sido plantada em uma moto. A segunda bomba foi detonada cerca de quatro minutos após a explosão da primeira, cerca de 365 metros de distância da detonação inicial, de acordo com o funcionário do governo Javed Ali.

Said Hussain, que estava na área onde a segunda bomba foi detonada disse que viu um adolescente gritar: "Deus é grande!" momentos antes da explosão. Fonte: Associated Press.

TAGS