PUBLICIDADE
Notícias

Candidato a prefeito de Nova York admite novos 'casos' na Internet

07:20 | 26/07/2013

O polêmico candidato à prefeitura de Nova York Anthony Weiner admitiu nesta quinta-feira que teve ao menos três 'casos virtuais' com mulheres na Internet após sua renúncia ao Congresso, em 2011, motivada por comportamento semelhante.

 

Um site revelou na terça-feira mensagens e fotos de conteúdo sexual entre Weiner e uma jovem em agosto de 2012, o que levou a imprensa e adversários do político a exigir sua saída da corrida à sucessão do prefeito Michael Bloomberg.

 

Os efeitos das novas revelações sobre Weiner, 48 anos, provocaram uma queda acentuada nas pesquisas, com o candidato passando de 52% para 30% das intenções de voto, segundo uma sondagem Marist College para NBC e Wall Street Journal.

 

Até o surgimento do novo escândalo, Weiner lutava palmo a palmo com a favorita e presidente do Consejo Municipal, Christine Quinn.

 

Weiner, que na terça-feira havia admitido a veracidade das informações divulgadas no site The Dirty, afirmou nesta quinta, diante da crescente pressão por sua renúncia, que não teve "dúzias e dúzias" e casos na Internet, mas "apenas três".

 

A publicação em 2011 no Twitter de fotos de conteúdo sexual - destinadas em princípio a uma jovem estudante que ele não conhecia pessoalmente - destruiu a carreira de Weiner. Até esse episódio, ele era um congressista que gozava de ótima imagem com o eleitorado.

Depois de dois anos nas sombras, o ex-congressista voltou à política em maio passado, lançando sua candidatura para tentar suceder ao atual prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, que termina seu terceiro mandato no final de dezembro.

AFP

TAGS