PUBLICIDADE
Notícias

Kerry visita Seul para discutir ameaças de Pyongyang

07:51 | 12/04/2013
O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, e seu homólogo sul-coreano, Yun Byung-se, disseram que a Coreia do Norte não vai ganhar nada ao ameaçar realizar testes com mísseis ou dar continuidade a seu programa nuclear.

Kerry disse que os Estados Unidos e seu aliado asiático não aceitarão a Coreia do Norte como uma potência nuclear e afirmou que a retórica de Pyongyang é "inaceitável".

A primeira visita de Kerry a Seul acontece em meio a suspeitas de que a Coreia do Norte possa realizar um teste com um míssil de médio alcance em breve.

O ministro de Relações Exteriores sul-coreano declarou que as ameaças de Pyongyang são uma "greve provocação" à toda comunidade internacional.

Kerry declarou também que nenhuma ajuda será concedida à Coreia do Norte antes de o país desistir de seu programa nuclear. Segundo ele, o lançamento de mísseis norte-coreanos é algo "desnecessário e não desejado". Para o secretário de Estado, Pyongyang deseja receber ajuda alimentar e não "lançar mísseis". As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

TAGS