PUBLICIDADE
Notícias

Tropas no Mali retomam cidades de Diabaly e Douentza

12:16 | 21/01/2013
Soldados do Mali e da França retomaram, nesta segunda-feira, as cidades malianas de Diabaly e Douentza, que estavam sob o controle de combatentes islamitas, informou o ministro da Defesa da França, Jean-Yves Le Drian.

Tropas dos dois países entraram em Diabaly na manhã desta segunda-feira. O local tem sido o foco de ataques aéreos e combates desde que foi tomada por islamitas, uma semana atrás.

Cerca de 200 soldados de infantaria franceses, com o apoio de seis helicópteros de combate e aviões de reconhecimento, tomaram Diabaly.

A França disse que teve como alvo "veículos terroristas" em seis ataques nas últimas 24 horas. Em entrevista ao canal de televisão France-5 TV, Le Drian disse não ter conhecimento sobre vítimas civis.

Ele afirmou que os ataques resultaram em perdas "significativas", embora não especificadas, entre os militantes e disse que as forças francesas se envolveram apenas em pequenas "escaramuças" em solo.

Reunião internacional

A chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Catherine Ashton, vai promover uma reunião internacional sobre a situação no Mali no dia 5 de fevereiro, em Bruxelas, informou nesta segunda-feira Michael Mann, seu porta-voz.

Participarão da reunião ministros de vários países envolvidos na crise do país africano. O encontro é organizado em conjunto com a União Africana e a Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (Ecowas, pela sigla em inglês), que devem liderar uma força internacional de 3 mil homens para lugar contra grupos militantes islâmicos.

A UE também anunciou nesta segunda-feira que estabeleceu um mecanismo de "câmara de compensação" em Bruxelas que vai facilitar o atendimento dos pedidos de apoio logístico da forças internacional africana. Porém, a câmara de compensação é um dispositivo puramente voluntário e nenhum Estado da União Europeia (UE) é obrigado a cumprir suas disposições.

Mann também disse que o chefe da missão de treinamento para o Mali, general François Lecointre, deve chegar ao Mali nesta segunda-feira. A UE está enviando uma missão de treinamento composta por cerca de 200 militares, além de uma força de proteção com várias centenas de soldados, para ajudar o Exército do Mali. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

TAGS