PUBLICIDADE
Notícias

Trem descarila e mata pelo menos 19 no Egito

10:29 | 15/01/2013
Pelo menos 19 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas quando dois vagões de passageiros descarrilaram no sul do Cairo, nos primeiros minutos desta terça-feira (horário local), informaram funcionários do setor de saúde.

O acidente acontece menos de duas semanas após a posse de um novo ministro dos Transportes, cujo objetivo é reformular o sistema ferroviário do país, e apenas dois meses depois de uma violenta colisão entre um trem e um ônibus escolar.

A agência estatal de notícias Mena citou funcionários do Ministério da Saúde dizendo que 107 pessoas receberam tratamento em hospitais perto do local do acidente, ocorrido no bairro de Badrasheen, na cidade de Giza. Segundo as fontes. O número de mortos deve aumentar.

O site estatal Ahram informou que o trem, que tinha 12 vagões, levava 1.328 recrutas do Exército, que se dirigiam de Assiut para o Cairo.

O presidente Mohammed Morsi nomeou um novo ministro dos Transportes em 6 de janeiro, com o objetivo de melhorar a segurança do sistema ferroviário. O atual ocupante da pasta é membro da Irmandade Muçulmana, mas o cargo estava vago desde novembro, quando 49 crianças morreram depois que um trem em alta velocidade atingiu o ônibus escolar onde elas estavam.

Acidentes, ocorridos principalmente devido à negligência, matou várias pessoas durante as três décadas de governo de Hosni Mubarak.

O vice-presidente do Partido Liberdade e Justiça, ligado à Irmandade, Essam el-Erian, que também é líder do comitê do na câmara alta do Parlamento, disse em sua página no Facebook que oferecer condolências às famílias das vítimas não é suficiente.

"Alocações de recursos especiais para o desenvolvimento do transporte ferroviário e a revisão da distribuição dos recursos que virão, com o objetivo de salvar as vidas das pessoas é a prioridade, antes de tudo." As informações são da Associated Press.

TAGS