PUBLICIDADE
Notícias

Rainha Beatrix da Holanda anuncia renúncia

18:50 | 28/01/2013
A Rainha Beatrix, da Holanda, anunciou nesta segunda-feira que vai abdicar do trono em 30 de abril após 33 anos como chefe de Estado, abrindo espaço para que seu filho mais velho, o príncipe Willem-Alexander, seja o primeiro rei do país em mais de um século.

O anúncio, feito em um discurso pela televisão, sinalizou o fim do reinado de uma das monarquias mais longas na Europa, cujo período no trono foi marcado por mudanças conflituosas na sociedade holandesa, e mais recentemente, por uma tragédia pessoal.

A abdicação da rainha em um amplo cerimonial será amplamente esperada, mas certamente causará comoção entre os holandeses que adoram Beatrix. "A responsabilidade por nosso país reside agora nas mãos da nova geração", afirmou Beatrix em seu discurso dias antes de fazer 75 anos. "Sou profundamente grata pela fé que vocês demonstraram ter em mim durante tantos anos em que fui sua rainha", acrescentou ela.

O primeiro-ministro Mark Rutte, leal à monarquia, prestou seus respeitos em um discurso que foi imediatamente transmitido após o comunicado de Beatrix em todos os canais de televisão na Holanda. "Desde a sua coroação nos anos 1980 ela dedicou seu coração e sua alma à sociedade holandesa",a firmou Rutte.

O momento da renúncia faz sentindo em muitos níveis. Ele ocorre apenas dias antes do aniversário de Beatrix, e ela já é a monarca holandesa com mais tempo no trono: a pragmática Holanda não vê o rei ou a rainha como um trabalho para a vida inteira. O país também celebra o aniversário de 200 anos da monarquia, a Casa de Orange, no final deste ano.

Observadores acreditam que Beatrix permaneceu no trono por tanto tempo em parte por causa das agitações ocorridas na sociedade holandesa com o país se esforçando para assimilar mais e mais imigrantes, muitos deles muçulmanos do Norte da África, se afastando de sua reputação tradicional como uma das nações mais tolerantes do mundo.

Beatrix também pensou em dar tempo para seu filho, Willem-Alexander, aproveitar a paternidade antes se tornar rei Willen IV, ele tem três filhas com a argentina Máxima Zorreguieta.

A abdicação também ocorre em um momento crucial para Beatrix. Há um ano ela foi atingida por uma tragédia pessoal quando o segundo de seus três filhos, príncipe Friso, ficou em coma após ter sido engolido por uma avalanche enquanto esquiava na Áustria.

O príncipe Willen-Alexander, de 45 anos, está preparado para assumir o posto, afirmou a rainha. Ele é piloto e vem sendo treinado há muito tempo para ocupar o trono. Acompanha frequentemente Beatrix em sua visitas.

Willen-Alexander, membro do Comitê Olímpico Internacional, causou controvérsia ao escolher Máxima como esposa, cujo pai foi ministro da Agricultura na junta militar que governou a Argentina com mãos de ferro no final dos anos 1970 e começo dos 1980. As informações são da Associated Press.

TAGS