PUBLICIDADE
Notícias

Programa de rádio que passou trote sobre Kate Middleton é suprimido

09:00 | 28/01/2013
REPRODUÇÃO/ ABC
REPRODUÇÃO/ ABC

Um programa de rádio australiano que passou um trote telefônico que levou ao suicídio de uma enfermeira em um hospital londrino onde Kate Middleton, a esposa do príncipe William, estava internada, foi suprimido, indicou nesta segunda-feira a emissora.

A enfermeira Jacintha Saldanha foi encontrada enforcada no dia 7 de dezembro, três dias depois de ter sido enganada por telefone pelos apresentadores do programa Hot 30, que se fizeram passar pela rainha Elizabeth II e pelo príncipe Charles para ter notícias de Kate, internada com violentas náuseas devido a sua gravidez.

Na manhã de 4 de dezembro, Saldanha passou a ligação a uma colega do serviço onde Kate se encontrava. Esta enfermeira deu informações sobre o estado de saúde da princesa aos apresentadores da emissora australiana, infringindo as regras de confidencialidade em relação aos pacientes.

Os dois apresentadores, Mel Greig e Michael Christian, pediram perdão, entre soluços, e não voltaram a trabalhar na rádio desde a tragédia. Ambos receberam ameaças de morte.

Seu programa foi substituído por outro, The Bump, de forma definitiva a partir desta segunda-feira, indicou o grupo Southern Cross Austereo, proprietário da rádio 2Day FM.

"Mel e MC continuam sendo assalariados e seguem de férias", indicou à AFP uma porta-voz da rede. "Discutiremos seu destino quando estiverem preparados", informou o diretor do grupo, Rhys Holleran.

A entidade australiana reguladora dos meios de comunicação abriu uma investigação.

 

AFP

TAGS