PUBLICIDADE
Notícias

Procurado homem que matou motorista e levou criança

16:01 | 30/01/2013
Um homem que matou a tiros o motorista de um ônibus escolar e fugiu, levando consigo uma criança de 6 anos na tarde de terça-feira, pode estar escondido num bunker doméstico, informaram policiais de Midland City, no Alabama. Grupos de policiais examinavam uma propriedade rural, onde acredita-se que ele esteja escondido, e os vizinhos próximos foram retirados de suas casas.

O xerife do condado de Dale, Wally Olsen, disse à WBMA-TV que o homem entrou no ônibus em Midland City na tarde de ontem e atirou no motorista, quando ele se recusou a deixar a criança sair do veículo.

O legista do condado, Woodrow Hilboldt, disse à Associated Press que o impasse continuava na manhã desta quarta-feira. O local onde o homem estaria escondido seria "um bunker subterrâneo. Algum lugar para se abrigar de um tornado", disse Hilboldt.

Vizinhos disseram que a propriedade rural pertence a Jimmy Lee Dykes, um homem de mais de 60 anos.

Registros judiciários mostram que Dykes deveria ter comparecido ao tribunal na manhã desta quarta-feira para ser acusado de ameaçar seus vizinhos quando eles dirigiam perto de sua casa, no mês passado. Os vizinhos disseram que ele gritou e fez disparos, enquanto reclamava dos danos que, segundo Dykes, teriam sido causados pelo caminhão a uma lombada improvisada que ele construíra na estrada.

Cerca de 50 veículos de agências de segurança estavam na estrada nesta quarta-feira. Os repórteres eram impedidos de chegar à propriedade.

O legista disse que a vítima morreu em decorrência de vários ferimentos à bala. O escritório do xerife do condado de Dale informou que a vítima era Charles Albert Poland Jr., de 66 anos.

O superintendente das escolas do Condado de Dale, Donny Bynum, disse que Poland foi um herói que deu sua vida para proteger 21 estudantes. Ele afirmou que autoridades, dentre elas agentes do FBI "estão fazendo tudo o que podem para conseguir a libertação segura do estudante de seis anos".

Moradores das proximidades foram retirados de suas casas como precaução, disse Rachel David, porta-voz do departamento de polícia da cidade de Dothan, que fica nas proximidades. As informações são da Associated Press.

TAGS