PUBLICIDADE
Notícias

Prisão perpétua para homem que matou e esquartejou sua irmã

O juiz Adrian Fulford, do tribunal penal central Old Bailey de Londres, indicou que Tony McCluskie, deverá passar pelo menos 20 anos atrás das grades

08:15 | 31/01/2013
AFP
AFP

Um britânico foi condenado na última quarta-feira, 30, à prisão perpétua por ter matado sua irmã, uma ex-atriz de telenovelas britânica, e jogado seu corpo desmembrado em um canal de Londres.

O juiz Adrian Fulford, do tribunal penal central Old Bailey de Londres, indicou que Tony McCluskie, um funcionário de limpeza de 36 anos, deverá passar pelo menos 20 anos atrás das grades por este crime que a representante da promotoria descreveu como "particularmente violento".

"McCluskie tentou de todas as formas afastar as suspeitas dando falsas esperanças a sua família e aos seus amigos", ressaltou Alison Saunders, ao término de um julgamento que revelou os sórdidos detalhes do assassinato de Gemma McCluskie, uma jovem de 29 anos, em 1º de março de 2012.

Tony McCluskie agrediu sua irmã até a morte, com quem dividia o apartamento, após uma briga por causa de um entupimento da pia. Depois cortou seu corpo e jogou os pedaços no Regent's Canal, no leste de Londres.

O corpo da atriz, que atuou na série "Eastenders" em 2001, foi encontrado uma semana depois de sua morte, mas sua cabeça só apareceu em setembro.
Durante o julgamento, McCluskie disse que não se lembrava de tê-la matado.
Segundo a promotoria, o acusado consumia muita maconha, o que provocava regularmente tensões com Gemma.

McCluskie informou o desaparecimento de sua irmã à polícia e tentou despistar os investigadores, afirmando que ela havia sido vista em várias ocasiões. Mas a polícia encontrou sangue no banheiro do apartamento e uma faca manchada de sangue na cozinha.

O pai da vítima e de seu assassino, Anthony McCluskie, disse que seu filho está consciente de que cometeu "um crime terrível" e que não vai abandoná-lo.

AFP

TAGS