PUBLICIDADE
Notícias

Lindsay Lohan será julgada em 18 de março por mentir para a polícia

A atriz chegou a Los Angeles, procedente de Nova York, acompanhada da mãe, Dina, para se apresentar ao tribunal

07:50 | 31/01/2013
AFP
AFP

A problemática atriz americana Lindsay Lohan será julgada em 18 de março por supostamente mentir para a polícia após um acidente de trânsito que protagonizou em junho, anunciou na última quarta-feira, 30, o Tribunal Superior de Los Angeles.

A atriz, de 26 anos, chegou a Los Angeles, procedente de Nova York, acompanhada da mãe, Dina, na manhã da última quarta-feira para se apresentar ao tribunal.

Segundo informações divulgadas no site sobre celebridades TMZ, o hotel Shutters on the Beach, de Santa Mônica, onde as duas queriam se hospedar, as recusou porque Lohan está em sua lista negra por ter destruído um quarto ali em 2007.

Protagonista do telefilme "Liz & Dick", sobre Elizabeth Taylor, que tem recebido duras críticas, a atriz havia dito que não poderia se apresentar à audiência porque estava doente. Mas assim que a TMZ mostrou fotos suas fazendo compras e fumando, a jovem decidiu se apresentar à corte.

"Fico satisfeita em ver que você se sente melhor", disse, irônica, a juíza Stephanie Sautner à atriz que, vestindo roupas pretas, usando pouca maquiagem e duas correntes de ouro, respondeu: "Sim, vossa senhoria".

Em 15 de janeiro, Lohan se declarou culpada de resistir ou obstruir um oficial, direção perigosa e dar falso testemunho.
A atriz, que se mudou para Nova York recentemente, havia dito à polícia que não estava na direção do Porsche que bateu em um caminhão em junho, em Santa Mônica, afirmação que uma investigação posterior demonstrou ser contraditória.

Estes crimes poderiam constituir uma violação da liberdade condicional da que Lohan goza, após roubar um valioso colar em 2011 e, se for considerada culpada, poderá ir para a prisão.

Embora a atriz tenha tido problemas legais quase continuamente desde 2007, ela tem conseguido se virar para evitar a prisão, com exceção dos 87 minutos que ficou em uma cela em novembro daquele ano. Ela também fez trabalho comunitário em um necrotério, uma ocupação que não teve nada relacionado com cadáveres.

Apesar de sua aclamada atuação em "Meninas Malvadas" na adolescência, a ex-estrela da Disney se tornou mais célebre pelos problemas com drogas e a justiça do que por seu trabalho.

AFP

TAGS