PUBLICIDADE
Notícias

Kerry participa de audiência no Senado

14:54 | 24/01/2013
O senador John Kerry, escolha do presidente Barack Obama para ocupar o cargo de secretário de Estado, disse nesta quinta-feira que os Estados Unidos devem organizar suas finanças para ser líder. "Mais do que nunca, política externa é política econômica", disse Kerry em depoimento ao Comitê de Relações Exteriores do Senado. Em seu depoimento, Kerry frisou também que os EUA devem deter qualquer ambição do Irã de desenvolver armas nucleares. "A política é de prevenção", disse.

Kerry, um democrata, fez parte do comitê durante seus 28 anos no Senado e o presidiu pelos últimos quatro. Nesta quinta-feira, ele se sentou em frente aos seus colegas e amigos, falando com a voz embargada de emoção. Obama escolheu Kerry para suceder Hillary Clinton, que "apresentou" Kerry ao comitê. "John é a escolha certa. Ele trará liderança e serviços exemplares", disse ela.

Com 69 anos, Kerry é filho de um diplomata e tem trabalhado como enviado não oficial de Obama, reunindo-se com líderes do Afeganistão e Paquistão. Ele é senador por Massachusetts desde 1985 e foi o candidato democrata à presidência dos EUA em 2004.

O nome de Kerry passou a estar no centro das especulações sobre quem seria o sucessor de Hillary Clinton no comando da diplomacia norte-americana depois de a embaixadora dos EUA na Organização das Nações Unidas (ONU), Susan Rice, considerada a preferida de Obama, ter retirado seu nome ao enfrentar oposição forte por parte do Partido Republicano. A expectativa é de que a indicação de Kerry não tenha dificuldades para ser confirmada pelo Senado. As informações são da Associated Press.

TAGS