PUBLICIDADE
Notícias

Jornal espanhol pede desculpas por publicar foto falsa de Chávez

13:56 | 24/01/2013
NULL
NULL
MADRI, 24 Jan 2013 (AFP) - O jornal espanhol El País apresentou nesta quinta-feira suas desculpas aos leitores depois de ter publicado na primeira página uma foto de um homem entubado em seu leito de hospital e que foi identificado como o presidente venezuelano Hugo Chávez.

"El País pede desculpas a seus leitores pelo prejuízo causado e abriu uma investigação para determinar as circunstâncias do que aconteceu e os erros que podem ter sido cometidos na verificação da foto", afirma o jornal em seu site.

El País retirou a foto que havia sido apresentada como uma imagem exclusiva de Hugo Chávez.
A foto, que permaneceu cerca de meia hora no site do El País, também figurava na capa das primeiras edições de sua versão em papel.

Ela foi fornecida ao El País pela agência de notícias Gtres Online, afirmando que se tratava de Hugo Chávez, explica o jornal em uma nota publicada em seu site.

No texto que acompanhava a foto, o El País esclarecia que não havia conseguido verificar de forma independente as circunstâncias, o local ou a data na qual ela havia sido tirada.

"Depois de constatar que a imagem fornecida não correspondia a Chávez", o El País explicou que havia paralisado "a distribuição de sua edição impressa e começou a enviar uma nova edição aos pontos de venda".

Segundo a conta no Twitter do ministro da Informação da Venezuela, Ernesto Villegas, a foto é proveniente do vídeo de uma cirurgia de outra pessoa (um paciente com acromegalia, uma doença hormonal), tirada do YouTube.

A foto, comentou Villegas em outro tweet, é "tão grotesca quanto falsa".

O presidente venezuelano encontra-se hospitalizado há sete semanas em Cuba depois de ter sido operado por um câncer na zona pélvica. Não apareceu em público ou fez declarações desde então, alimentando especulações sobre seu estado de saúde.

"O incidente pode fazer com que a edição impressa do jornal com a data de hoje, quinta-feira, 24 de janeiro, não esteja disponível em algumas bancas, tanto na Espanha quanto no exterior", advertiu o El País.

TAGS