PUBLICIDADE
Notícias

Jennifer López diz que sofreu com a separação durante filmagens de "Parker"

09:54 | 24/01/2013
AFP
AFP

A cantora e atriz Jennifer López surpreendeu ao fazer comentários pouco comuns sobre sua vida pessoal e seu divórcio do salseiro Marc Anthony ao apresentar à imprensa seu novo filme, "Parker".
Segundo ela, durante as filmagens do longa que estreia nesta sexta-feira nos Estados Unidos, seu mundo ficou em pedaços por causa da separação.

No filme, López interpreta uma latina recém-divorciada que se alia a um criminoso, Parker, quando vê a oportunidade de conseguir uma vultosa comissão por um roubo de joias.

"A personagem Leslie está passando por uma etapa muito particular, acaba de se divorciar e volta a viver com a mãe, está no pior momento de sua vida, está desesperada", explica Jennifer López, ao comentar esta nova adaptação do romance de Donald Westlake.

"Honestamente, quando estava fazendo o filme, encontrei muitos sentimentos similares em mim. Eu acabara de decidir que ia me divorciar. Para mim, foi muito difícil levantar da cama a cada dia e ir para o set de filmagem", admitiu.

"Eu conhecia os sentimentos dela (da personagem), o mundo se despedaçava e, neste sentido, éramos muito parecidas", explicou ainda.

López, de 43 anos, e Marc Anthony, de 44, ambos americanos de origem porto-riquenha, anunciaram seu divórcio em julho do ano passado, depois de sete anos de casamento.

Atualmente, ela está namorando um dançarino de sua equipe, Casper Smart.
Realidade visceral

Parker é interpretado por Jason Stathan, um ator conhecido por seus filmes de ação ("Os mercenários 2", "Carga explosiva", "Porcos e diamantes"), que faz suas próprias cenas de risco sem usar dublês, o que dá ao filme o sentido de "realidade visceral", o objetivo de seu criador.

"Eu queria ser fiel à personagem literária. Queria uma realidade visceral, queria que Parker saísse ferido. Ele não é o Superman", explicou o diretor, Taylor Hackford.

O fato de não usar um dublê deu ao cineasta a chance de rodar uma cena de briga, por exemplo, sem excessivos cortes. "Posso mostrar três, quatro, cinco movimentos em uma única tomada. Por isso minha ação é real".

O filme, baseado no romance "Flashfire", de Westlake, conta a vida criminosa de Parker, um homem sem escrúpulos e com quem o público pode identificar-se através de seu rígido código de honra.

"Parker é um ladrão. Não tem remorsos. Quer roubar tanto dinheiro quanto seja possível", explicou Hackford.

Mas o escritor deu a sua personagem um "pacote de regras que nunca são quebradas", disse o diretor de "Advogado do diabo" (1997) e "Ray" (2004).
"O público tem certo respeito pelo fato de que Parker é fiel ao que acredita", acrescenta. Isso implica rejeitar a oferta sexual de uma mulher como Jennifer López, principalmente depois que ela aparece usando apenas roupa íntima.

"Fazer estas cenas sempre deixa a gente nervosa", interrompeu López, quando se mencionou sua nudez. "É preciso preparar-se para elas; obviamente no físico, comendo bem e fazendo exercícios, porque todo mundo vai ver você..."
"Mas também há uma preparação mental porque (a nudez) é um estado muito vulnerável", acrescentou a atriz.

 

AFP

TAGS