PUBLICIDADE
Notícias

EUA e China se opõem a teste nuclear norte-coreano

14:19 | 25/01/2013
Os EUA e a China concordaram nesta sexta-feira de que qualquer teste nuclear da Coreia do Norte levará um isolamento maior do país e atrasará os esforços para retomar as negociações regionais, disse o enviado dos EUA para a Coreia do Norte, Glyn Davies.

Após conversações em Pequim com altos funcionários chineses, Davies afirmou que ambos os lados são contrários ao teste nuclear norte-coreano e disse que o banimento de armas nucleares continua a ser uma condição para trazer a estabilidade para a região.

"Nós atingimos um forte consenso de que um teste nuclear será preocupante e bloqueará os esforços para desnuclearização da Península Coreana. A desnuclearização é uma condição necessária para a paz e estabilidade na península coreana", afirmou Davies.

Ele disse que a Coreia do Norte tem uma escolha de testar e se isolar mais, ou retornar às negociações regionais que envolvem a Coreia do Sul, Japão e Rússia, bem como os EUA e a China. "Nós julgamos a Coreia do Norte por suas ações, não por suas palavras", acrescentou.

As conversas de Davies na China ocorrem em meio a visitas à Coreia do Sul e ao Japão para discutir o que fazer sobre a Coreia do Norte. A visita do enviado norte-americano ocorrem também em um momento no qual as tensões estão aumentando e a China está mostrando sinais de que deseja conter seu aliado norte-coreano. A China fechou um raro acordo com os EUA nesta semana, permitindo que a Organização das Nações Unidos (ONU) aperte as sanções contra a Coreia do Norte como uma punição pelo lançamento de um foguete no mês passado.

Em resposta, a Comissão de Defesa da Coreia do Norte, que comenda o Exército do país, disse que está preparada para realizar um teste nuclear e deixou claro que seus mísseis são capazes de atingir os EUA. As informações são da Associated Press.

TAGS