PUBLICIDADE
Notícias

Despejo de senhora de 94 anos causa indignação na França

14:05 | 07/01/2013
O despejo de uma idosa de 94 anos da casa de repouso onde morava por falta de pagamento da mensalidade causou indignação na França, onde uma ministra se referiu a uma "violação da dignidade humana".

A senhora foi expulsa no sábado de uma residência privada para idosos em Chaville (região parisiense) e levada para o serviço de emergência do hospital de Châteaudun, a mais de 100 km de Paris, de acordo com o jornal regional L'Echo Républicain.

A casa de repouso "agiu em violação do direito e da dignidade humana", declarou à AFP a ministra responsável pela terceira idade, Michèle Delaunay.

"Se a lei foi violada, vamos iniciar uma ação judicial, se o procedimento de alerta à família foi respeitado vamos proceder, talvez, com uma conciliação", afirmou a ministra, indicando que poderia haver medidas para "exigir o cumprimento das obrigações da família".

Na França, uma lei proíbe as expulsões durante os meses de inverno, entre novembro e março.

"Uma pessoa vulnerável foi expulsa por decisão do diretor (da residência) na véspera de um fim de semana e durante o período de inverno", ressaltou a ministra, observando que um quarto em uma residência para idosos é seu "endereço legal".

A administração da casa, que afirma ter entrado em contato várias vezes com o filho da senhora, sem resultados, decidiu levá-la à casa do homem, mas não encontrou ninguém. O motorista da ambulância, em seguida, levou a senhora para o hospital da cidade vizinha de Châteaudun.

A direção da residência de Chaville afirmou nesta segunda-feira à AFP que "lamenta" a "decisão infeliz", mas negou qualquer desejo de "expulsão".

Uma ambulância foi enviada para o hospital de Châteaudun para trazê-la de volta para a residência, mas um de seus filhos rejeitou a possibilidade de a idosa voltar à instituição, explicou um dos administradores da residência.

AFP

TAGS