PUBLICIDADE
Notícias

China e Coreia do Sul abordam anúncio da Coreia do Norte

08:30 | 24/01/2013
Aliada da Coreia do Norte, a China pediu prudência ao governo de Pyongyang, que afirmou mais cedo que planeja realizar um terceiro teste nuclear e outros lançamentos de foguetes contra os Estados Unidos. Já a Coreia do Sul, que possui tensas relações com o vizinho do norte, afirmou que lamenta profundamente sobre o caso.

"Todos devem evitar uma ação que possa agravar a situação na região", disse o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China a jornalistas em Pequim. A China espera que os países se mantenham "calmos, sejam discretos com as palavras e ações, olhem para os interesses de longo prazo e impulsionem a retomada das negociações", acrescentou.

China apoiou uma resolução do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas que condenou o lançamento de um foguete de Pyongyang no mês passado. O documento também impunha novas sanções.

Em Seul, o governo local pediu que a Coreia do Norte ouvisse os constantes avisos da comunidade internacional e não cometesse nenhum outro ato de provocação, incluindo testes nucleares. "Nosso governo lamenta profundamente o fato de que a Coreia do Norte tenha feito tal anúncio", disse o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores Cho Tai-Young a repórteres.

TAGS