PUBLICIDADE
Notícias

Câmara dos EUA discute acordo fiscal nesta tarde

15:26 | 01/01/2013
Os congressistas norte-americanos esperam resolver as incertezas relacionadas ao abismo fiscal, nesta terça-feira, antes de os mercados financeiros reabrirem no dia seguinte. Agora, a Câmara dos Representantes dos EUA vai apreciar a legislação aprovada pelo Senado no meio da noite, na virada para o novo ano.

Segundo a previsão de horário fornecida pelas agências de notícias internacionais, a Câmara inicia os trabalhos às 15 horas, o vice-presidente dos EUA, Joe Biden, se reúne com os democratas da Câmara às 15h15 e os republicanos da Câmara vão se reunir às 16 horas. Todos os horários são de Brasília.

As medidas foram aprovadas pelo Senado por 89 votos a oito, algumas horas depois que Biden e o líder republicano no Senado, Mitch McConnell, selaram o acordo.

O presidente da Câmara dos Representantes, o republicano John Boehner, estava a caminho de seu gabinete. Ele se comprometeu com um voto sobre o acordo ou com uma alternativa republicana imediata. Espera-se que ele sofra oposição dos conservadores na Câmara, contrários a qualquer aumento de imposto. Não está claro quando a votação na Câmara deve acontecer.

Boehner planejou dar um briefing aos membros de seu partido nesta tarde e Biden deve se encontrar, em uma reunião em separado, com os democratas da Câmara.

"Embora nem democratas nem republicanos tenham obtido tudo o que queriam, este acordo é a coisa certa a fazer para nosso país e a Câmara deveria aprová-lo sem demora", disse o presidente Barack Obama, em comunicado. "Este acordo também irá fazer a economia crescer e reduzir nossos déficits de uma forma equilibrada, ao investir em nossa classe média e ao demandar que os ricos paguem um pouco mais (de impostos)". As informações são da Associated Press.

TAGS