PUBLICIDADE
Notícias

Barack Obama assume como presidente dos EUA

08:00 | 21/01/2013
AFP
AFP

O presidente Barack Obama fez o juramento de seu segundo mandato como presidente dos Estados Unidos no último domingo, em uma breve e privada cerimônia na Casa Branca, um dia antes das celebrações públicas em Washington.

"Eu, Barack Hussein Obama, juro solenemente que cumprirei fielmente as funções de presidente dos Estados Unidos, e que farei tudo em meu poder para preservar, proteger e defender a Constituição dos Estados Unidos", disse Obama, diante do juiz da Suprema Corte, John Roberts.

Esta cerimônia televisionada, no Salão Azul da residência presidencial, da qual participaram apenas poucas pessoas, entre elas a família de Obama e alguns jornalistas, durou menos de um minuto.

O presidente fez o juramento com sua mão esquerda sobre a Bíblia da família de sua esposa Michelle, que segurava o livro.

Após a cerimônia, Obama abraçou sua esposa e suas duas filhas Malia, de 14 anos, e Sasha, de 11, antes de declarar "eu fiz isso".

Obama, o 44º presidente dos Estados Unidos, cumpriu assim o que determina a Constituição do país, que estabelece que os mandatos presidenciais começam no primeiro dia 20 de janeiro ao meio-dia posterior às eleições, mas voltará a jurar na segunda-feira diante de milhares de pessoas em frente ao Capitólio.

O vice-presidente Joe Biden, de 70 anos, prestou juramento na manhã de domingo, em uma cerimônia privada com familiares em sua residência, em um ato presidido pela juíza hispânica da Suprema Corte norte-americana, Sonia Sotomayor.

Posteriormente, Obama e Biden deixaram uma coroa de flores na tumba do Soldado Desconhecido no cemitério de Arlinton, nas proximidades de Washington.

Após prestar o juramento na segunda-feira nas escadas do Capitólio, Obama deve fazer um aguardado discurso inaugural que pode dar uma ideia de como pretende dirigir o país nesses próximos quatro anos.

O presidente "falará de como nossos valores e princípios fundamentais podem continuar nos guiando no mundo de transformações de hoje" e da necessidade de alcançar consensos em Washington, antecipou neste domingo um de seus principais assessores, David Plouffe.

Contudo, o discurso de posse costuma ser mais poético que substancial. Obama falará sobre as suas prioridades de governo, entre as que pode estar uma reforma migratória neste país com mais de 11 milhões de imigrantes ilegais, diante do Congresso no dia 12 de fevereiro.

Dia histórico Pouco antes do meio-dia de segunda-feira, com a mão direita levantada e a esquerda sobre duas Bíblias - uma do ex-presidente Abraham Lincoln e outra do defensor dos direitos civis Martin Luther King, Obama prometerá cumprir suas obrigações como presidente dos Estados Unidos e defender a Constituição.

Em janeiro de 2009, cerca de dois milhões de pessoas se reuniram no Mall para não perder a histórica posse, mas este ano o público será menor, apesar de haver milhares de eventos para celebrar sua posse.

Os hispânicos, principal minoria do país e com crescente peso eleitoral, estarão representados nas festividades: este domingo, em uma festa de gala hispânica no Kennedy Center, por estrelas como Eva Longoria, Antonio Banderas e José Feliciano, e pela banda mexicana Maná e Marc Anthony, no baile inaugural de segunda-feira no centro de convenções de Washington.

Obama inicia seu segundo mandato sem a conjuntura econômica de 2009 que afetou o país, e com um índice de aprovação superior a 50%, mas com novos temas em sua agenda, como a luta contra a violência das armas de fogo, após o massacre em uma escola de Newtown (Connecticut, nordeste) em meados de dezembro e problemas orçamentários.

Na política externa, os Estados Unidos acompanham de perto os programas nucleares do Irã e da Coreia do Norte, o auge da China, o desenvolvimento da guerra civil na Síria e mantém a luta antiterrorista como uma de suas prioridades, depois da morte de Osama bin Laden em maio de 2011 e os recentes ataques perpetrados por grupos vinculados à Al Qaeda no norte da África.

Após seu discurso na segunda-feira diante da multidão, Obama e sua esposa percorrerão a Avenida Pensilvânia que une o Capitólio com a Casa Branca e o dia terminará com o baile de posse no centro de convenções, onde também estarão presentes cantores como Stevie Wonder e Katy Perry.

Obama conquistou o novo mandato de quatro anos no dia 6 de novembro contra o republicano Mitt Romney.

 

AFP

 

TAGS