PUBLICIDADE
Notícias

Mandela está se recuperando, diz presidente Zuma

09:41 | 13/12/2012
AFP
AFP

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, de 94 anos e hospitalizado desde sábado passado por causa de uma infecção pulmonar, está se recuperando, afirmou nesta quinta-feira o presidente Jacob Zuma.

"Madiba se recupera de uma infecção pulmonar em um hospital de Pretória", expressou Zuma durante uma cerimônia no aeroporto de Bloemfontein (centro do país), utilizando o nome do clã do ilustre líder, nome aliás utilizado pela maioria dos sul-africanos.

"Desejamos a ele uma rápida recuperação e uma vez mais asseguramos o amor e o apoio de inúmeras pessoas em nosso país e no exterior", afirmou Zuma, que deve inaugurar ainda hoje uma estátua de Mandela em uma colina próxima de Bloemfontein.

Zuma descreveu Mandela como "um homem que deve converter-se num símbolo de nossa luta por uma África do Sul livre e democrática, mas também um símbolo da liberdade".

Mandela, prêmio Nobel da Paz, foi internado no sábado em um hospital militar de um subúrbio de Pretória para ser submetido a exames médicos.

Em janeiro de 2011, Mandela provocou inquietação depois de ser hospitalizado com uma infecção respiratória aguda.

Já em 1988, Mandela foi internado em um hospital quando sofria uma forte tosse contraída na úmida cela na qual estava preso. Na época tinha tuberculose e os médicos drenaram seus dois pulmões, retirando dois litros de líquido.

Naquela oportunidade, Mandela permaneceu por seis semanas no hospital, antes de ser transferido, convalescente, a uma clínica localizada mais perto da prisão. Ali, foi o primeiro paciente negro internado no estabelecimento.

Em 2001, o ex-presidente realizou radioterapia por um câncer de próstata.

No ano seguinte, Mandela declarou à imprensa que estava curado desta doença.

Os anos de trabalhos forçados nos canteiros de pedra calcária de Robben Island, onde esteve preso, também danificaram suas glândulas lacrimais.

Mandela se retirou progressivamente da vida pública depois de terminar seu único mandato, em 1999. A última aparição do primeiro presidente negro da África do Sul foi em 2010, na Copa do Mundo organizada por seu país.

Atualmente, vive em Quni, o povoado de sua infância, na província rural de Cabo Oriental (sul).

 

AFP

TAGS