PUBLICIDADE
Notícias

São Paulo apresenta candidatura para Exposição Universal de 2020

São Paulo prevê investir 4,4 bilhões para a construção de um centro de convenções em um terreno de cinco milhões de metros quadrados, anunciou a equipe do governo brasileiro em Paris

08:28 | 22/11/2012

São Paulo apresentou nesta quinta-feira em Paris sua candidatura para se tornar a sede da Exposição Universal de 2020, um evento planetário que ocorre a cada cinco anos.

Uma comitiva do governo brasileiro, presidida pelo chanceler Antonio Patriota, defendeu o projeto com o organizador da feira, o Escritório Internacional de Exposições (BIE, em francês), em uma assembleia na sede da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), em Paris.

Para a campanha da metrópole brasileira para acolher esta feira - um grande evento que, em termos de impacto econômico e midiático, só é superado pelas Olimpíadas e pela Copa do Mundo - viajaram a Paris o governador de São Paulo, Geraldo Alckmim, o prefeito em fim de mandato Gilberto Kassab e o recém-eleito Fernando Haddad.

São Paulo prevê investir 4,4 bilhões para a construção de um centro de convenções em um terreno de cinco milhões de metros quadrados, anunciou a equipe do governo brasileiro em Paris.

A candidatura de São Paulo, com 11 milhões de habitantes, também será defendida pelos secretários do Estado Sidney Beraldo e Edson Aparecido, que representarão o governo paulista perante o BIE, composto por 161 países, que decidirão no próximo ano qual cidade será a sede da próxima Exposição Universal.

O tema da Feira em 2020 será "Poder de Diversidade-Harmonia do Crescimento'.

Outras quatro cidades disputam a chance de sediar o evento: Esmirna, na Turquia, Ekaterinburgo, na Rússia, Dubai, capital dos Emirados Árabes Unidos, e Ayuthaya, na Tailândia.

A sede vencedora será anunciada em novembro de 2013.

 

ABR

TAGS