PUBLICIDADE
Notícias

Ban Ki-moon pede ao regime sírio 'compaixão por seu próprio povo'

Ele condenou "nos termos mais fortes" a continuação da violência e as violações aos direitos humanos

15:39 | 01/10/2012
NULL
NULL
NOVA YORK, Nações Unidas, 1 Out 2012 (AFP) -O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu nesta segunda-feira, 1, que o regime sírio "tenha compaixão com seu próprio povo", ao receber o ministro sírio das Relações Exteriores, Walid Mouallem, à margem da Assembleia Geral.

Ban Ki-moon condenou "nos termos mais fortes" a continuação da violência e as violações aos direitos humanos na Síria, assim como os bombardeios "cometidos pelo governo", segundo seu porta-voz Martin Nesirky .

O secretário-geral "observou que uma redução da violência poderia preparar o governo (sírio) para um processo político". Ele expressou sua "profunda frustração com o fato de que, após 19 meses de repressão e combates, a situação continue a piorar".

Ban Ki-moon e Mouallem também discutiram a "crescente crise humanitária na Síria, (que) transborda de forma alarmante para os países vizinhos", acrescentou o porta-voz.

TAGS