PUBLICIDADE
Notícias

WSJ: produtor do vídeo anti-Islã é preso nos EUA

23:23 | 27/09/2012
As autoridades federais em Los Angeles prenderam, nesta quinta-feira, o produtor do filme "Inocência dos Muçulmanos", Nakoula Basseley Nakoula, sob a acusação de que violou termos da liberdade condicional, informa o jornal norte-americano "The Wall Street Journal". Nakoula, cristão egípcio, foi condenado em 2010 por fraude bancária, informou o porta-voz da Procuradoria dos EUA em Los Angeles, Thomas Mrozek. O produtor foi indiciado na tarde desta quinta-feira, em um tribunal federal de Los Angeles.

Nakoula estava proibido de usar computadores e a internet sem supervisão por cinco anos. Segundo Mrozek, Nakoula violou termos da condicional. Seu advogado, Steven Seiden, não comentou o fato. Ele deverá ter uma audiência com um juiz ainda nesta quinta para determinar se pode ser liberado sob fiança.

Um filme publicado por Sam Bacile no YouTube, em julho, é apontado como estopim de uma onda de protestos iniciada em 11 de setembro que já atingiu mais de 20 países muçulmanos e deixou dezenas de mortos.Nele, o profeta Maomé aparece como mulherengo e ambicioso, enquanto o islã é retratado como violento.

Os protestos envolveram, entre outros episódios, o ataque ao Consulado dos EUA em Benghazi (Líbia) que deixou quatro americanos mortos, entre eles o embaixador Chris Stevens. Para muitos muçulmanos, a mera representação do profeta é ofensiva. As informações são da Dow Jones.

TAGS