PUBLICIDADE
Notícias

Carta de Damasco anuncia fim das operações militares em 12 de abril

13:28 | 11/04/2012
GENEBRA, 11 Abr 2012 (AFP) - O emissário da Liga Árabe e das Nações Unidas para a Síria, Kofi Annan, recebeu uma carta de Damasco que anuncia o fim dos combates militares em todo o território sírio na quinta-feira, 12 de abril, a partir das 06h00 locais (00h00 no horário de Brasília), afirmou nesta quarta-feira, 11, seu porta-voz.
Damasco acrescentou uma reserva: "o direito de responder proporcionalmente a qualquer ataque realizado por grupos terroristas armados contra civis, forças do governo ou propriedades públicas e privadas", disse Ahmad Fawzi.
A carta recebida por Annan foi emitida pelo ministro das Relações Exteriores da Síria, Walid Mouallem.
O documento informa ao ex-chefe da ONU "a decisão do Governo da República Árabe da Síria de 'cessar todos os combates militares em todo o território sírio a partir de seis horas de amanhã (horário de Damasco), quinta-feira, 12 abril de 2012'".
Este horário corresponde ao prazo fixado por Annan.
"Se todo mundo respeitar (o plano para o fim dos combates), acredito que a partir das 06h00 (Damasco - 00h00 no horário de Brasília) de quinta-feira, 12 de abril, devemos ver uma melhoria significativa da situação", declarou nesta quarta-feira Kofi Annan durante uma coletiva de imprensa em Teerã com o ministro das Relações Exteriores iraniano, Ali Akbar Salehi.
O fim da violência é o segundo dos seis pontos do plano Annan, que foi aceito em 2 de abril pela Síria e aprovado pelo Conselho de Segurança da ONU em 5 de abril.
Segundo Fawzi, Annan "continuará a trabalhar com o governo sírio e com a oposição para garantir a plena implementação do plano de seis pontos, o que incluiu o cumprimento integral do artigo 2º".
A este respeito, o porta-voz ressaltou que Annan "tem o apoio contínuo dos países envolvidos neste caso".
O enviado especial da ONU, em visita à Turquia na terça-feira e ao Irã nesta quarta, voltará para Genebra ainda esta noite, informou à AFP a diretora do Serviço de Informação da ONU em Genebra, Corinne Momal-Vanian.
Kofi Annan terá uma reunião na quinta-feira à tarde, por videoconferência, com o Conselho de Segurança da ONU.
Além disso, deverá se reunir no sábado com o chefe das Nações Unidas, Ban Ki-moon, de passagem em Genebra para a reunião anual com os chefes da agência das Nações Unidas, acrescentou Momal-Vanian.
Nesta quarta-feira o Exército sírio, ainda fortemente presente em algumas áreas, efetuou operações nas quais morreram pelo menos onze civis, de acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).
A Síria enfrenta, desde 15 de Março de 2011, uma revolta popular reprimida pelo regime. A violência já causou, de acordo com OSDH, mais de 10.000 mortes. apo/pjt/plh/mr/dm

TAGS