PUBLICIDADE
Notícias

Irã "não busca arma atômica", diz líder supremo

08:31 | 22/02/2012
O Irã "não está buscando uma arma atômica", afirmou o líder supremo, aiatolá Ali Khamenei, nesta quarta-feira, após uma visita malsucedida a Teerã de autoridades da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

"Nós não estamos buscando uma arma atômica. Queremos quebrar a supremacia [das potências] que confia em armas nucleares. Se Deus quiser, a nação chegará a esse objetivo", afirmou Khamenei durante reunião com cientistas nucleares do país, segundo um comunicado oficial do governo.

Já o inspetor-chefe da AIEA, Herman Nackaerts, disse nesta quarta-feira que a visita de uma delegação da agência ao país terminou em um impasse com autoridades. Segundo ele, não foi possível ter acesso às instalações militares de Parchin, onde o Irã realiza atividades nucleares, nem houve uma formalização de como seria possível avançar na questão das inspeções. Nackaerts disse que os resultados da visita de dois dias de sua equipe a Teerã serão enviados ao diretor-geral da AIEA e ao conselho da entidade. "Então nós veremos quais são os próximos passos."

Nackaerts disse que as conversas com autoridades iranianas foram realizadas "em um espírito construtivo", ainda que o resultado tenha sido inconclusivo.

O Irã é acusado por potências lideradas pelos EUA de buscar secretamente armas nucleares, o que o país nega, garantindo ter apenas fins pacíficos. Teerã já sofreu quatro rodadas de sanções no Conselho de Segurança da ONU por não ceder em seu programa nuclear, mas o governo iraniano afirma ter direito a desenvolver energia nuclear para fins pacíficos e que não abrirá mão desse direito. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

TAGS